Philips e a Sustentabilidade

Publicado: 9 de maio de 2011 em Sustentabilidade

Portfólio do Zagueiro Felipe Trevizan

Publicado: 7 de maio de 2011 em Sem categoria

Cada um faz a sua história, a do Senna em particular é unica. Uma história sem fim, eterna.

Ele deixou sua marca, lutar sempre buscando a superação de seus  limites. Com paixão, energia e audácia.

Nossas manhãs de domingo, eram mais emocionantes, não eram?  O orgulho de ser brasilerio se resumia na seguinte frase ” Acelera Ayrton”.

Esta frase se tornava mais emocionante após o cruzamento da linha de chegada.

Quase sempre seguida de um simples jargão. Jargão este  que representava muito para nós brasileiros.

“Ayrton, Ayrton Senna do BRASIL”.

Hoje faz exatamente 17 anos de sua morte. Mesmo após sua morte, nosso herói nos deixou como ensinamento o seu espírito vencededor.

“”Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá.” Ayrton Senna

Fonte: Futebol Finance

Notas:
(1) Os valores são oficiosos e aproximados, estando dependentes de novas contratações, ou renovações de cada contrato.
(2) Os valores dizem respeito aos salários brutos dos jogadores (antes de impostos), que naturalmente não incluem contratos de publicidade, prémios de jogo, prémios de assinatura, ou outros tipos de remunerações extra.
(3) Podem existir ao longo do tempo diferenças em relação aos valores apresentados, devido a variações cambiais, em relação a jogadores não auferem os seus salários em Euros.


Empresas como a Havas, a 9ine e a MVP Sports buscam se firmar no cenário esportivo, oferecendo gerência de diversos quesitos da carreira
Equipe Universidade do Futebol

Na última semana, a 9ine, empresa de marketing esportivo criada pelo ex-atacante Ronaldo, fechou uma parceria com o empresário de atletas Wagner Ribeiro, que agencia a carreira de jogadores como Neymar e Lucas. Agora, a agência poderá fazer uma consultoria de imagem desses atletas, em um processo cada vez mais comum no Brasil. Antes, esse trabalho sempre foi destinado a clubes e empresários e, por isso mesmo, a função da 9ine e de seus concorrentes permanece pouco conhecida pelo público em geral.

Mesmo entre pessoas do meio, a confusão ainda tem tido seu espaço cativo. Quando a 9ine fechou com o atacante Adriano, Gilmar Rinaldi, então empresário do centroavante corintiano, chegou a chamar Ronaldo de “irresponsável e inconsequente”, insinuando que o ex-atacante havia passado de seu limite e atuado como um empresário de jogador. O episódio forçou a empresa a soltar um comunicado oficial, esclarecendo sua posição:

“A negociação dos direitos federativos de jogadores – trabalho normalmente feito pelos empresários dos atletas – não faz parte do escopo da 9ine, que atua somente com o gerenciamento de imagem (captação de patrocínio, assessoria de imprensa).”

Wagner Ribeiro, que já teve em seu portfólio outros nomes de alto apelo para a mídia, como Kaká e Robinho, sabe que não pode nadar contra a chegada de novas agências. Pouco antes de fechar com a 9ine, após uma reunião com Ronaldo, Ribeiro admitiu para a Máquina do Esporte que a concorrência é difícil. “Eu não saio por aí oferecendo meus atletas para as empresas, eu só recebo propostas”, afirmou.

Ainda sem a 9ine, o empresário zelava como podia pela imagem de seus jogadores, com profissionais contratados para dar assessoria de imprensa e com conselhos sobre quais empresas fechar patrocínios. Prezava por marcas “tops” e fugia de possíveis polêmicas. Na primeira passagem de Robinho pelo Santos, por exemplo, pediu para o jogador não aceitar a proposta da Lacta para ser o garoto-propaganda do Diamante Negro. A campanha faria um jogador branco ser o rosto da Laka, o que fez Ribeiro temer uma possível interpretação racista dos anúncios. Hoje, essa responsabilidade deixa de ser sua para ser da 9ine.

O cenário esportivo brasileiro nesse segmento é tão otimista que agências internacionais têm mostrado um interesse constante no gerenciamento de imagem de jogadores do país. Esse foi o caso da americana IMG, que chegou ao território nacional após investimento do empresário Eike Batista, que ajudou a formar a IMGX. Outro exemplo é o da francesa Havas. Com amplo mercado no exterior, ambas as empresas miram novas possibilidades de negócio no Brasil, a exemplo da própria 9ine.

O diretor da Havas no Brasil, Eduardo Corch, sabe que o negócio no país ainda está “um pouco confuso”, ao ver que ainda há um abismo na gestão de carreira ao focar os países desenvolvidos em detrimento dos países em desenvolvimento. “Gestão de carreira está ligado à imagem, ao media training, às atividades marginais de um atleta, à busca do seu core business. É um mercado milionário com pouca gente profissional”, afirmou.

Corch vê, entre atletas brasileiros, uma despreocupação no cuidado da imagem. Cita como exceção, atletas como o Kaká. O brasileiro, hoje no Real Madrid, contratou recentemente um estilista pessoal para cuidar de suas vestimentas. Yan Acioli foi encarregado de dar ao jogador um visual mais despojado. “Mas ele é um jogador diferenciado”, admitiu o diretor da Havas Brasil.

Nem só de grandes agências internacionais vivem os atletas no Brasil. Empresas menores, administradas por brasileiros, já têm feito esse serviço há alguns poucos anos. É o caso da MVP Sports, uma empreitada feita pelo ex-atleta Alexandre Folhas, um dos grandes nomes do handebol brasileiro.

“A ideia da agência é trabalhar o atleta como produto, com dados, números de retorno de mídia. Temos que criar novos canais, sites, redes sociais. Criar novas ferramentas e novas propriedades para que esse atleta seja um produto mais atraente”, afirmou Folhas, ressaltando a “pró-atividade” da empresa para apresentar os atletas às empresas.

O primeiro passo da MVP é sentar com o atleta interessado e ouvir seus anseios e suas expectativas, para, desse modo, criar um perfil. É o caso da jogadora de vôlei Paula Pequeno, que afirmou no primeiro encontro da empresa que gostaria de se associar à Asics, por preferência pessoal. Após criar um portfólio que ressaltava a sua associação à moda e à beleza e potencializar a sua capacidade de mídia, o grupo conseguiu finalmente fechar o patrocínio com a empresa.

A agência cria uma série de possibilidades para o atleta, que paga à MVP uma mensalidade. Repassa ao interessado assessorias imobiliária, financeira, psicológica. Passa um preparo para lidar com imprensa e patrocinadores e cria possibilidades de captação de recursos. Com os patrocínios, a agência fica com 15% a 20% da verba. Com essa assistência, a empresa tem colhido o sucesso entre os atletas. “Em 2009, quando MVP surgiu, nós não esperávamos o número de atletas que temos hoje (a agência tem 13 atletas). Mas há uma carência enorme no mercado brasileiro”, complementou Alexandre Folhas.

Fonte: Máquina do Esporte – www.maquinadoesporte.com.br

Discurso de Steve Jobs na formatura em Stanford

Publicado: 20 de abril de 2011 em Sem categoria

Piracicamano

Publicado: 10 de abril de 2011 em Sem categoria

Cachara de forfe, calcanhar de grilo.

Tres veis cinco é XV, XV….. rsrsrs

Muito divertido este video, é um rap com o tipico sutaque de manos de piracicaba.

Olá Marketeiros de plantão.

Fico encantado com quantas possibilidades atualmente existe no mercado para a realização de campanhas de marketing sensacionais.

Duas delas acredito que sejam bons exemplos de criatividade e originalidade.

1) Hyundai: Projeção de um automóvel suspenso utilizando recursos de realidade aumentada e 3D. Realmente incrível, não deixe de ver o video.

2) Desesperados: Uma das campanhas mais criativas que já vi. Desesperados é uma cerveja com tequila (que aqui no Brasil não pegou), você conecta com o Facebook e interage minimamente com o player do vídeo.

A interatividade que o usuário tem com o vídeo é algo fantástico, acredito que campanhas utilizando este recurso serão um grande sucesso.

http://www.youtube.com/desperados

Este trabalho, resultado de parceria da Ernst & Young com a Fundação Getulio Vargas (FGV), busca jogar luz em um novo ambiente que se desenha no País com a Copa do Mundo e que poderá proporcionar, com preparo adequado do poder público e da iniciativa privada, inúmeras oportunidades de crescimento.
Os impactos socioeconômicos – fluxo de bem-estar que o evento gerará para a população brasileira – têm diversas dimensões e serão percebidos em função de vários fatores. Dependem de que o País consiga aportar os investimentos e as ações necessárias a tempo de o evento ser realizado de forma bem-sucedida;
de que aproveite os legados da Copa, transformando-os em bens perenes; e, finalmente, de que alcance esses objetivos de forma economicamente eficiente, sem dispêndios excessivos, má alocação de recursos ou custos de oportunidade.

Ferramentas Online para Aprender Inglês

Publicado: 6 de abril de 2011 em Inglês

Dica do meu grande amigo Marcos Trevizan, peguei do seu blog http://www.marcostrevisan.com.br/blog/
” Voltei a estudar inglês esse ano e durante o percurso fui conhecendo algumas ferramentas online que podem ajudar no aprendizado do idioma. Vou indicar as que tenho aqui nos meus favoritos”.

Dicionários on line
Quando pinta aquela dúvida sobre a palavra, seus sinônimos, significados, aplicações e colocations os indicionários inglês-inglês são imbatíveis:

http://www.thefreedictionary.com/
http://www.wordreference.com/
http://www.merriam-webster.com/dictionary/
http://dictionary.cambridge.org/

http://www.google.com/dictionary
http://www1.uol.com.br/babylon/
http://michaelis.uol.com.br/moderno/ingles/index.php

Vídeos / Dicas / Aulas
Esses dois casos abaixo são uma maneira de aprender com descontração garantida.

http://www.youtube.com/user/duncaninchina
http://www.youtube.com/user/hotforwords

Textos + aúdio e Podcasts
Na maioria dos casos é possível baixar o arquivo e gravar no MP3 Player para ouvir longe do computador. Os websites que oferecem o texto na íntegra ajudar a calibrar o ouvido com os mais diferentes sotaques.

http://www.voanews.com/
http://www.eslpod.com/
http://www.listen-to-english.com/
http://www.podcastsinenglish.com/
http://englishpod.com/
http://www.nytimes.com/ref/multimedia/podcasts.html
http://cnn.podcast.com/
http://edition.cnn.com/services/podcasting/
http://www.time.com/time/podcasts
http://www.businessweek.com/search/podcasting.htm
http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/
http://australianetwork.com/learnenglish/vodcast/
http://iteslj.org/links/ESL/Listening/p2.html
http://www.businessenglishpod.com/
http://www.elllo.org/
http://www.britishcouncil.org/learnenglish-central-listening-downloads.htm

http://www.lingq.com/

Text-to-speech
Essas aqui são ferramentas que você escreve o texto / frase inteira e o micro fala o que você escreveu. No caso do website oddcast tem interação visual, vários idiomas e diferentes sotaques.

http://www.oddcast.com/home/demos/tts/tts_example.php
http://research.att.com/~ttsweb/tts/demo.php

BLOGs
Nos blogs é possível encontrar links, dicas, gramática, collocations, verbos e muitas outras informações para ajudar no aprendizado

http://www.englishwithelen.blogspot.com/ (desafio 3o dias)
http://denilsodelima.blogspot.com/
http://verdeamarelo.ning.com/
http://www.usingenglish.com/
http://www.englishcaffe.blogspot.com/
http://www.teclasap.com.br/blog/
http://www.englishexperts.com.br/
http://inglesonline.com.br/
http://www.timandtammy.com/
http://www.sk.com.br/
http://teachervanessaprata.blogspot.com/